Un mondo tuo per sempre

Tuo per sempreNunca fui muito o tipo de pessoa a morrer de saudades de épocas passadas. Por mais que eu tenha épocas de reclamações a respeito do presente (quer dizer, fala sério, duas semanas doente? Eu mereço? Socorro!), sei que a grama do passado é sempre mais verde – ou qualquer coisa do tipo.

Mas apesar de eu sempre rir quando alguém fala sobre como “a infância foi a melhor época da minha vida, eu era tão feliz”, me dei conta hoje de que eu também tenho uma “época passada perfeita”: o tempo em que morei na Itália.

Vale dizer, entretanto, que como isso foi entre os meus um e cinco anos de idade, as memórias são desconexas e não tão abrangentes quanto esperado (desejado). Assim, é mais válido falar que eu sinto saudades mesmo é de certas sensações – ou detalhes isolado – ligadas a esse período.

Eu sinto saudades do bolinho que eu comia no café da manhã – e do qual eu enjoei uma época, mas hoje tenho tanta vontade de comer de novo. Eu sinto saudades dos potes de Nutella empilhados nas padarias e mercadinhos – embora essa falta tenha sido um pouco amenizada nos últimos anos, quando Nutella passou a ser mais comum no Brasil. Eu sinto saudades da sensação de segurança quando eu ficava doente. Eu sinto saudades de fingir que estava dormindo no carro. Eu sinto saudades dos armários azuis da escola, e dos aventais que eu odiava usar. Eu sinto saudades das saudades que eu nem sabia ter do Brasil. Eu sinto saudades de criar mundos com nossas PollyPockets, Barbies, lavanderias e cozinhas.

Mas uma das coisas da qual eu mais sinto falta são os filmes da Disney dublados em italiano.

Pode parecer estranho – não é dos filmes per se, até porque eles existem aqui no Brasil. Mas dos timbres, das falas, das canções em italiano. Às vezes eu pensava nisso e achava que era só saudosismo – provavelmente era tudo igual, qualquer dublagem. Hoje, porém, depois de fazer uma comparação no Youtube com três versões (português, inglês e italiano) das minhas músicas preferidas da Disney, percebi que não – as canções em italiano me despertam algo inacreditável, indescritível, a ponto de me fazerem chorar em alguns momentos.

Não tem só a ver com eu achar o italiano uma língua maravilhosa. Talvez esteja mais pro fato de ter sido a primeira língua que falei. Por me trazer todas juntas aquelas pequenas sensações. Por me fazer lembrar de uma época quase sem memória formal, mas a qual ficou tão marcada ainda assim. Elas me trazem uma sensação de segurança, essas músicas, de que no final tudo vai ficar bem – porque os mocinhos vão terminar juntos, e o vilão vai ser punido, e meus pais sempre estarão ali pra mim, e Papai Noel ainda existe, e chorar não tem problema.

Meu jardim mais verde são os contos de fada em italiano. Vai entender.

Fica a dica: pra quem quiser conferir as músicas em italiano:

“Il mondo è mio” (Um mundo ideal) – Alladin

“Uno sguardo d’amore” (Alguma coisa aconteceu) – A bela e a fera


“Hakuna matata” – Rei Leão

“Il cerchio della vita” (Ciclo da vida) – Rei Leão

1.

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

3.

4.

  • 14,095 já ouviram
%d blogueiros gostam disto: